Em Chão Sobral e na Serra do Açor sucessivas gerações de seres humanos acumularam experiência nos domínios da modificação da paisagem e da integração de novas variedades de plantas que nos são úteis em paisagens construídas e habitadas.

Os sistemas das paisagens humanas estão condicionados e limitados por condições climáticas e geológicas, da flora e fauna, pré-existentes e padronizadas.

Neste caso, os seres vivos no ecossistema das nossas serras adaptaram-se a declives rochosos e íngremes e a um verão sem chuva.

Predominam os arbustos que regeneram rapidamente após um incêndio: urzes, giestas, carqueja, medronheiro, e que são alimento para as cabras.

Este "excerto" de paisagem humana é típica a altitudes que variam entre os 400 e os 800 metros de altitude.

Esta é a primeira versão incompleta que será actualizada brevemente.